quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Amizade escondida



     Desde a minha partida não sei bem o que é uma amizade, até chegar a um ponto que ela deixou de dar importância para mim. Teve um momento em que eu achei que fosse verdadeira, mas foi quando tudo se foi, pois o tempo e a separação levou-a, ou seja: a distância. Foram momentos difíceis, um sentimento que para mim foi difícil de recuperar e aceitar que nada voltaria como era antes, e foi o que aconteceu. Anos se passaram, e a cada vez que passava, era as vezes que eu sentia que aqueles que eu chamei um dia de melhores amigos, era agora como uns conhecidos, onde todo aquele sentimento se fora. E quando as poucas forças que me restaram de continuar atrás de uma única amizade, eu consegui, mas novamente se acabou, porém, dizem que o que é verdadeiro não acaba! Pois é, talvez me enganei mais uma vez. Por trás disso tudo, comecei a enxergar melhor a realidade, chegando a uma conclusão que a vida é mesmo assim: escolhas e apenas só temos que ver por quem vale a pena encarar essa realidade confusa.
     Sempre sonhei com uma melhor amiga, no qual eu pudesse contar tudo como; desabafar, ligar, sair, entender, rir,  chorar, brigar, curtir e tudo que estivesse ao nosso alcance, mas eu acho que eu não nasci com essa sorte, e sim, eu vejo pessoas que aos meus olhos parece uma coisa, mas é totalmente outra. Digo isso porque a falsidade é algo extremamente existente e decepcionadora.
      Houve momentos em que eu pensei em desistir de correr atrás, e esse momento é agora, pois eu agora não crio aquela expectativa de que existe ''amizade para sempre'' , penso que querendo ou não o futuro separará. Será que estou errada? Se sim, ou não, eu não sei, mas agora, amizade significa absolutamente quase nada, e sim colegas é alguma coisa porque ai sim, eu tenho vários. E agora se eu for a pensar... na hora da dor, quantos é que estão presentes nesse momento? E será que mesmo presente essa pessoa se importa com você?      Pensam bem nisso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário