quinta-feira, 23 de abril de 2015

Ser universitária não é fácil

      Ser universitária não é fácil. Não para quem leva a sério! Em dois anos de faculdade aprendi muita coisa... Aprendi em primeiro lugar que dois anos parecem uma década! Aprendi que tudo no início parece ser tudo fácil. Você se dá bem com todos na sala porque simplesmente ainda não existe grupinhos. Você acha as matérias muito fáceis porque é só apenas um resuminho do que você aprendeu no ensino médio. Você acha que 3 horas de viagem contando com ida e volta até a faculdade nem é assim tão cansativo, já que aquele caminho é só apenas uma novidade. Mas com o tempo, tudo isso começa a ser tudo menos fácil! 
      Com o tempo os grupinhos vão se formando e você fica perdido sem saber com quem você vai ficar. Já perdi a conta de quantos grupinhos eu já entrei. Grupos em que até foi um alívio em ter saído e outros que deixaram saudades e arrependimento. E isso é só um começo. Com o tempo, aqueles resuminhos do ensino médio começam a se tornar novas matérias e isso começa a assustar! Entra matérias que você nunca teve na sua vida, como por exemplo, Anatomia. Anatomia que inicialmente era a matéria que todos temiam, no 4º semestre, você fica com saudades dela, pois começa a entrar várias outras bem piores, como por exemplo Farmacologia. Como se isso já não bastasse, no 1º semestre aquelas 3 horas de viagem de ida e volta que tudo era novidade, no 4º semestre começam a ser as piores horas do dia. São aquelas horas que você além de já estar cansado, você ainda tem que enfrentar uma longa viagem todos os dias e não aguentar mais olhar as mesmas paisagens! Ser universitária não é fácil.
      Em dois anos de faculdade aprendi que existem matérias que você vai amar e outras odiar, assim como professores. Aprendi que você vai sair da faculdade e muitos professores nunca irão saber o seu nome e muito menos lembrar de você. Aprendi que gravar as aulas ajudam na hora de estudar e até podem salvar nas provas. Aprendi que apontamentos durantes as aulas são importantíssimos! Que não basta só se basear pelos tópicos dos slides. Aprendi que união na classe não existe. Cada um é por si. E justamente por isso, aprendi que trabalho em grupo é a pior coisa no mundo. E já não basta trabalhos em grupo, tinha as provas em dupla! E até cardápios em dupla! Até hoje não entendo porque inventaram isso! Não sei e nunca saberei lidar com isso. É... Ser universitária não é fácil.
      Aprendi que existe muita competição de notas. Que sempre haverá um indivíduo que vai te perguntar quanto você tirou na prova e provavelmente vai torcer para que seja uma nota abaixo dele, mentira? Aprendi que a cada semestre a tendência é aumentar a carga de provas, trabalhos, seminários e relatórios. A tendência é sempre piorar! Aprendi que prefiro fazer mil vezes provas, do que fazer imensos trabalhos, seminários e relatórios. Mas, infelizmente não era isso o que acontecia! Aprendi que 24 horas é muito pouco tempo para tanta coisa! E que a única hora que eu tirava no dia para descansar, a única coisa que conseguia fazer era assistir um episódio de uma série e lanchar ao mesmo tempo! Ou então no final da noite com os abraços do meu amor onde se encontrava cansado também depois de um dia estressante de trabalho. Essas eram as melhores horas do meu dia. Mas depois voltava tudo ao mesmo... Estudar, estudar e estudar. Pagar para estudar! Ser universitária não é fácil.
      Aprendi que os únicos dias que estava livre, ou seja, fim de semana, eram nesses dias que tinha que correr atrás dos pontos para a atividade complementar. E lá ia eu a várias palestras, jornadas, simpósios e etc. E não só! Se não era isso, eram provas, trabalhos, seminários e relatórios para a semana seguinte. Era uma vez um fim de semana. Aprendi que é horrível carregar colegas nas costas e como se não bastasse, você nunca é agradecido por isso! É como se fosse a sua obrigação! Com certeza, essa foi a parte que mais me estressei durante esses dois anos de faculdade! E novamente digo, ser universitária não é fácil.
      Aprendi que Filosofia e Nutrição Materno-Infantil foram as melhores matérias que tive. Mas as aulas de Quartas-feiras eram as favoritas de todos os alunos, pois, eram as aulas de cozinhar! Aprendi que medir dobras cutâneas e fazer cardápios, não é assim tão fácil! Na verdade, não é NADA fácil! Aprendi que estudar um dia anterior da prova, as chances de você ir bem é de 1%. Aprendi que quando me sentia insegura, as minhas noites se tornavam um pesadelo. Sonhava que estava fazendo uma prova e não sabia de nada! Só comigo acontece isso? Que pesadelo! Ser universitária não é fácil.
      Contudo, aprendi que vida de faculdade não é moleza, pelo contrário, é estressante! Pensei desistir várias vezes e sei que não fui a única! Mas as vantagens de ser universitária são o que dão suporte para estar em pé até hoje nesse percurso extenso. Responsabilidade e conhecimento são as únicas vantagens de ser universitário! São poucas, mas são essas duas palavrinhas é que fazem toda a diferença!


Nenhum comentário:

Postar um comentário